• Precisa de ajuda ?
    Entre em contato conosco pelo email contato@acervothai.com
Sobre Muaythai

O Italiano dono da marca Yokkao invade loja de Muaythai

Copie o link desta página: http://site.acervothai.com/4DFd2
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Matt Lucas para strikingcorner com tradução de Renato C.

Na semana passada, um empresário italiano entrou em uma loja de artigos para Muaythai em Bangkok e atacou o dono. Isso importa porque o empresário, Philip Villa, não é apenas qualquer expatriado na Tailândia, e o comerciante, Somchoke Suttisom, não é apenas um comerciante.

Villa jogou um par de shorts de Muaythai em Somchoke e o socou quatro vezes, ferindo o rosto de Somchoke. Alguns associados de Villa ficram de pé e impediu que os funcionários da loja ajudasse Somchoke.

“Eu pensei que eles poderiam ter armas”, “Eles continuaram gesticulando como se tivessem armas ou facas”. — disse Somchoke.

O ataque, que foi filmado pelas câmeras de segurança, tornou-se uma sensação viral na Tailândia.

O video do incidente pode ser visto na reportagem abaixo.

Villa, que também é conhecida como Philip Yokkao, dirige a popular marca de Muay Thai Yokkao com sua namorada, Stefania Picelli. Desde a criação da empresa em 2012 na Itália, Yokkao marcou tudo o que encontrou e buscou dentro do monopólio do Muaythai. Eles promovem lutas, vendem equipamentos e shorts. A empresa abriu recentemente uma nova instalação em Bangkok, onde o maior superstar do esporte, Saenchai, treina.

No entanto, Yokkao também desenvolveu uma reputação ao longo dos últimos anos para com os comerciantes de Banguecoque. No vídeo, Villa exige que Somchoke pare de vender shorts da marca Yokkao que ele tenha exposto. Ele acusa Somchoke de roubar um dos seus projetos. Somchoke tenta manter a calma e explicar a Villa que ele mesmo encomendou os shorts anos antes.

“Sr. Yokkao chegou à loja com o design “, “Foi um desenho de tatuagem do telefone que ele me mostrou”. — disse Somchoke.

As faturas e os registros de compras confirmam a versão de Somchoke. Após o incidente, Somchoke foi ao hospital onde seus ferimentos foram atendidos e então ele arquivou um relatório na polícia contra um dos donos da marca Yokkao, o Sr. Villa por invasão, difamação e assalto.

Villa deveria ter sabido que o design era dele. Talvez ele também devesse ter sabido que Somchoke estava casada com a cantor tailandês Au Haruthai. Ela usou de sua fama como celebridade para convocar uma conferência de imprensa em que as ações de Villa foram condenadas publicamente. A conferência de imprensa fez tempestade mediática que se seguiu revelando  um lado de abusos feitos pela empresa Yokkao na Tailândia.

“Trabalhei com o Sr. Yokkao no passado e fui o principal fornecedor de seus produtos de 2011 a 2014”, disse um fornecedor. “Muitas vezes tivemos problemas com a empresa. Eles deixavam para pagar depois. A última ordem que fizeram de mim foi para 300 luvas de boxe para um total de 300 mil bahts (aproximadamente US $ 9,066.00 USD). Ele se recusou a pagar porque ele disse que abriu sua própria fábrica”.

O fornecedor, que não revelaram o nome, é um proprietário de uma fábrica da segunda geração do Muay Thai no país, que já fez mais de vinte e cinco anos com luvas, malas e equipamentos para o esporte. Isso não impediu Yokkao de acusá-la de tentar capitalizar o sucesso de Yokkao.

“Ele me acusou de usar o nome de Yokkao para aumentar meu negócio, mas eu tenho minha empresa por um longo tempo. Meus pais abriram a fábrica “, disse o fornecedor. “Philipo Yokkao é um homem ruim, ele é louco”.

A empresa Mekkere em Bangkok também acusou Villa por tentar usar da força. Alegam que
ele entrou em contato com a empresa para adquirir espuma para ser usada para equipamentos. Yokkao era um cliente regular e Villa tentou convencer Mekkere para lhe dar 70 mil bahts (cerca de US $ 2,115 USD) de equipamentos a crédito. A empresa aceitou pedidos repetidos de Yokkao. No entanto, depois de receber a espuma, Yokkao se recusou a pagar os bens adquiridos, com Villa alegando que Mekkere tinha cobrado uma carga e estagnado.

Villa e Picelli não responderam aos repetidos pedidos de comentários.

A sua marca também foi acusada de forçar os lutadores a recusar ataques lucrativos se eles não puderem lutar com os shorts da Yokkao.

“Yokkao queria que os lutadores só usassem seus shorts, mas os promotores de luta queriam que os lutadores usassem os shorts das promoção”, disse Tim Dharmajiva, que fundou a academia Sitsonpeenong e teve um curto relacionamento de patrocínio com a empresa. “Yokkao tentaria nos levar a baixar brigas por 200 mil baht (aproximadamente US $ 6,044.00 USD) ou 300,000 baht (aproximadamente US $ 9,066.00 USD). A matemática simplesmente não se somou. Não podemos deixar de lutar uma luta que vale mais que todo o ano de patrocínio da Yokkao.  A maior parte da minha renda vem dos lutadores. Tivemos muitas discussões com a Yokkao. E Nunca concordei em recusar boas ofertas de luta, não posso e não vou ser obrigado a fazer issso”.

Dharmjiva que executou com sucesso Sitsongpeenong por mais de oito anos foi rápido para esclarecer – nem todo investimento estrangeiro no Muay Thai é como a Yokkao vem fazendo ao longo dos últimos anos.

“A maioria dos ginásios bem sucedidos na Tailândia são administrados por estrangeiros”, disse ele. “A maioria dos estrangeiros são bons e depois há lixo como Philip. Ele precisa ir. Philip intimidou muitas pessoas no passado. A ética empresarial da Yokkao é algo muito ruim “.

Yokkao também aproveitou os recém-chegados que desconhecem suas práticas comerciais.

“Fiz um pedido por US $ 4.000 com Yokkao”, disse John Roderick, um instrutor de Muay Thai. “Eu estava olhando para começar uma loja profissional com meu amigo e vender equipamentos em meu país. Fizemos nossa compra e, quando segui, me disseram que não tinham nenhum produto em estoque. Solicitei um reembolso total. Yokkao recusou. Enviei uma reclamação e uma revisão negativa com Paypal, que é como transferimos o dinheiro. Um de seus funcionários contatou-me dizendo-me para remover a queixa ou haveria repercussões.

Agora está nas suas mãos decidir o futuro da Yokkao, pois é você que compra e promove os materiais dela. Você acredita que as acusações como estas são válidas ? A Yokkao se manteve de pé nos últimos anos atrás de um bom marketing. Mas, será que agora irá conseguir se manter depois desta repercussão negativa. Deixe seu comentário!

Fonte: strikingcorner.com
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentários

Comentários

Copie o link desta página: http://site.acervothai.com/4DFd2